AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA DOS ARQUIVOS DE ASAS

Tu-95 Bear completa 70 anos como referência estratégica

Tupolev Tu-95. Foto: Dmitriy Pichugin

Há exatos 70 anos, em 12 novembro de 1952, voava pela primeira vez um bombardeiro que se tornaria referência na Guerra Fria e até hoje é sinônimo de poder estratégico. Era o Tupolev Tu-95, chamado pela OTAN pelo nome “Bear”. O modelo está em serviço com a força aérea russa e tem recebido constantes modernizações.

O Tu-95 foi desenvolvido a partir de 1948 com uma premissa simples: ter alcance o suficiente para atingir os Estados Unidos, com velocidade para não ser uma presa fácil e carga útil suficiente para fazer a diferença em um conflito. A solução encontrada pelo escritório Tupolev foi uma asa enflechada em 35º com quatro motores turboélices.

Tu-95 interceptado por caças F-14, nos anos 80. Foto: US Navy

O primeiro voo teve Alexey Perelet nos controle, um experiente piloto de testes que já havia participado do desenvolvimento de vários modelos Tupolev, como o Tu-4, Tu-10 e Tu-16. O Tu-95, porém, seria a última aeronave voada por Perelet: após seis, o protótipo sofreria uma falha e cairia, matando a tripulação. Após novos desenvolvimentos, só em janeiro de 1956 começaria a produção em série.

A partir de então, a aeronave se tornou um dos principais meios estratégicos da União Soviética, tendo sido responsável, em 1961, pelo lançamento da bomba Tsar, a arma mais potente já testada. O Tu-95 também surpreendeu os EUA: enquanto as análises de inteligência apontavam para uma velocidade máxima de 640 km/h e alcance de 12.500 km, na realidade os números eram de 925 km/h e 15.000 km.

Tu-95 interceptado por um F-22. Foto: US Navy

Entre as suas diversas versões, mais de 500 aeronaves foram construídas, tornando o Tu-95 uma presença constante nas missões de defesa aérea dos países da OTAN. Após a dissolução da União Soviética, a frota ficou para a Rússia e a Ucrânia, que concordou em desativá-los em acordos de desarmamento. Já a Rússia mantêm cerca de 50 aeronaves na frota, com constantes modernizações que tornam o Tu-95 uma aeronave efetivamente estratégica após 70 anos do seu primeiro voo.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho