AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

US Navy: sai Bell, entra Leonardo

Os Koalas acabaram de entrar em serviço na Força Aérea de Portugal, substituindo os Aloutte III
image_pdfimage_print

O Leonardo AW119 Koala venceu o Airbus H135 e o Bell 407 GXi e será o novo helicóptero de formação para os futuros pilotos da US Navy, US Marine Corps e US Coast Guard. Ao todo, US$ 176,5 milhões devem ser investidos em 32 aeronaves, que vão substituir os Bell TH-57 Sea Ranger, versão militarizada do Bell 206, aeronave também usada pela Marinha do Brasil na formação dos seus aviadores.

Já designado pela US Navy como TH-73, o modelo deverá ser fabricado nos Estados Unidos. As primeiras entregas começam já em 2020 e continuarão até 2024. Há a possibilidade de o valor subir para 648 milhões de dólares caso haja a opção de levar um total de 130 aeronaves. A fábrica na Pensilvânia já está ativa e produziu, por exemplo, aeronaves Koala para o departamento de polícia de Nova York.

Essa é a segunda vitória da Leonardo no Pentágono em um curto espaço de tempo. Há pouco mais de um ano, a US Air Force escolheu o AW139 para substituir seus UH-1N nas missões em apoio ao seu comando de ataque global com armas nucleares. Designado MH-139 Grey Wolf, o primeiro AW139 entrou em serviço em dezembro.

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros