AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

O Adeus ao Tucano na Inglaterra

Foto: Royal Air Force

A história do Tucano na Royal Air Force vai acabar no próximo mês de outubro, quando o treinador desenvolvido pela Embraer e fabricado sob licença no Reino Unido será retirado de serviço após 30 anos. Para comemorar, um piloto da Royal Navy e outro da RAF vão realizar demonstrações aéreas para celebrar o adeus da aeronave.

Com duas aeronaves, o Tucano Display Team trabalhou durante meses para conseguir a autorização necessária para as demonstrações aéreas, o que não ocorria desde 2014. As apresentações estão programadas para ocorrer até o fim de setembro, incluindo uma presença de três dias em Sanicole, na Bélgica.

Foto: Royal Air Force

O Tucano inglês, fabricado pela Short Brothers, conta com um motor Garrett TPE331, mais potente que o PT6A-25C2 que equipa as aeronaves fabricadas no Brasil. Apesar do visual semelhante, o índice de comunalidade com a versão original é de cerca de 50%.

Ao todo, 130 unidades foram recebidas pela Royal Air Force entre junho de 1988 e janeiro de 1993. As aeronaves foram utilizadas na formação de aviadores que voaram ou voam jatos como o Eurofighter, F-35, Harrier e Tornado. Doze unidades foram exportadas para o Quênia e outras 16 para o Kuwait.

As aeronaves serão substituídas pelo Beechcraft Texan II T MK1, de origem norte-americana. Na FAB, o Tucano já passou dos 35 anos de operação.

Photo: 2019 Tucano Display Team, Flt Lt Liam Matthews (Pilot) Lt Matt Nightingale Babcock, Photo Section, RAF Linton on Ouse, York, YO30 2AJ

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Nova edição da ASAS!

Nova edição da ASAS!

Lançamento!

Lançamento!

SAAB

SAAB

Últimas notícias

Parceiro

Fórum ASAS

Carrinho