AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

TAP lidera reclamações de brasileiros

Dados divulgados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) mostram que a companhia aérea portuguesa TAP lidera o índice de reclamação dos passageiros brasileiros. De acordo com a ANAC, a cada 100 mil passageiros transportados, a TAP registra 114,1 reclamações na plataforma Consumidor.gov.br

No ranking divulgado pela ANAC aparecem depois American Airlines (64,2 reclamações para cada 100 mil passageiros transportados), Copa Airlines (47,7), Air France (38,5) e United Airlines (27,5).

Entre as principais companhias nacionais, os índices de reclamaçãoes para cada 100 mil passageiros são de 39,8 para LATAM, 22,8 para Gol e 21,4 para Azul.

De todas as queixas registradas contra empresas brasileiras, os temas que receberam maior volume de reclamação foram: oferta e compra (24,6%), alteração pela empresa aérea (17,0%) e alteração pelo passageiro (15,7%). Das aéreas estrangeiras, os itens mais reclamados foram alteração pela empresa aérea (19,8%), reembolso (19,4%) e execução do voo (18,4%).

O índice de solução das demandas dos usuários do transporte aéreo no trimestre foi de 80,1% para as empresas brasileiras, 59,4% para as estrangeiras e 74,4% no total. Das companhias aéreas brasileiras que mais transportaram passageiros de julho a setembro de 2019, a Latam apresentou o maior índice de solução no período, com 82,3%. Na sequência, vieram Azul (78,5%) e Gol (78,3%).

Das estrangeiras com maior volume de passageiros transportados, as que obtiveram os melhores índices foram Air France (78,6%), Copa Airlines (68,5%), United Airlines (67,3%), TAP Air Portugal (62,2%), Aerolíneas Argentinas (59,7%) e American Airlines (52,6%). O índice de solução das reclamações é apurado de acordo com a avaliação dos próprios consumidores.

Os dados divulgados são referentes ao terceiro trimestre de 2019. Juntas, as empresas aéreas cadastradas no Consumidor.gov.br transportaram mais de 30,4 milhões de passageiros, o que equivale a 99,9% de todos os passageiros que viajaram no período.