AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Aeroporto de Brasília instala sensores térmicos e inicia retomada

Aeroporto de Brasília Foto: Inframérica
image_pdfimage_print

Os passageiros que embarcarem em voos domésticos no Aeroporto de Brasília terão a temperatura da pele medida. A solução termográfica da Hikvision, empresa líder no fornecimento de soluções e produtos de segurança eletrônica, foi instalada no acesso ao raio-x doméstico e tem a capacidade de processar as informações de 30 passageiros ao mesmo tempo. O usuário poderá conferir a sua temperatura em uma tela presente no local. Além disso, o sistema também detecta a utilização de máscaras. O Aeroporto de Brasília é o primeiro do país a oferecer o serviço que ainda está em fase de teste.

O sistema possui sensores faciais que detectam o rosto do passageiro, medem a temperatura da superfície da pele e identificam se o passageiro está utilizando ou não máscaras de proteção. A precisão das informações pode variar em 0,3°C para mais ou menos. A tecnologia envolvida é capaz de diferenciar, por exemplo, a temperatura da pele mesmo com um copo de café quente próximo ao rosto do passageiro.

Veja abaixo o vídeo sobre o sistema:

Os bombeiros civis de aeródromo da Inframerica atuarão no local, trabalhando no monitoramento dos usuários. A pessoa cuja temperatura tenha sido identificada pelo equipamento como acima do normal (acima de 37º), será submetida a uma nova checagem com um termômetro clínico. Caso seja comprovada a temperatura elevada, ela receberá, como precaução, luvas e máscaras descartáveis, e será recomendado que se dirija ao Posto Médico do terminal aéreo. Caso seja necessário, o passageiro será encaminhado a um hospital de referência do Distrito Federal para a realização de exames.

A solução termográfica e o alerta quanto ao uso de máscaras, são ferramentas que o Aeroporto de Brasília está disponibilizando aos passageiros para garantir ainda mais segurança na hora de voar. Além disso, o distanciamento em filas, mesas e cadeiras, disponibilização de álcool gel, higienização do terminal com produtos sanitários utilizados para desinfecção de UTIs, informativos, entre outros, também são ações que o aeroporto vem tomando para retomada das operações.

Os passageiros que chegam na capital federal já vêm sendo monitorados desde o final de março por uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF). Na saída do desembarque doméstico, as pessoas passam por uma triagem por meio da aferição de temperatura com câmeras termográficas e termômetros.

Esta é uma parceria da Inframerica com o Governo do Distrito Federal para a prevenção da disseminação da Covid-19.

Retomada lenta

No final de maio, o Aeroporto de Brasília retomará voos para oito destinos nacionais. Com a inclusão destes novos trechos, o terminal ligará a capital com 24 cidades brasileiras. Esta expectativa de retomada progressiva dos voos dependerá da evolução da disseminação da Covid-19.

Na última semana de abril, o Aeroporto de Brasília recebeu 139 pousos e decolagens. Com as novas operações que iniciarão na última semana de maio o terminal passará a ter uma frequência semanal de 249 voos. Um pequeno crescimento, mas ainda longe dos mais de 2.400 pousos e decolagens por semana e dos 49 destinos que operava antes da pandemia.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros