AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Airbus terá segunda linha de montagem na China

Fábrica da Airbus já em atividade na China Foto: Airbus

A recente visita do presidente francês Emmanuel Macron à China teve como destaque as negociações diplomáticas por conta da guerra na Ucrânia, porém um outro acordo deve gerar consequências amplas no mundo da aviação. Ao lado do presidente chinês Xi Jinping, o chefe de estado da França anunciou um acordo para instalação de uma segunda linha de montagem da Airbus na China.

A nova planta industrial ficará em Tianjin e será instalada em parceria com a Tianjin Free Trade Zone Investment Company Ltd. e a Aviation Industry Corporation of China. As primeiras aeronaves devem ser concluídas por lá em 2026. Para complementar, a China a China Aviation Supplies Holding Company (CAS) adquiriu 160 aeronaves da Airbus, sendo 150 A320 e dez A350.

A Airbus já vendeu mais de duas mil aeronaves para o mercado chinês desde 1985, conquistando cerca de 50% do mercado que desponta como o segundo maior do planeta. As projeções econômicas apontam para um crescimento anual de 5,3%.

A nova linha de montagem na China ajudará a Airbus a atingir a meta de produção de 75 aeronaves por mês. Atualmente, são quatro plantas industriais em ação, em Hamburgo (Alemanha), Toulouse (França), Mobile (Estados Unidos) e Tianjin (China).

NOVA EDIÇÃO DA ASAS! PRÉ-VENDA!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho