AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Caças F-18 da Finlândia reforçam defesa aérea da OTAN na Romênia

Caça F-18C da Finlândia. Foto: Bernardo Fernandez

A Finlândia mal ingressou na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e sua força aérea será testada na capacidade de se deslocar para outro país a fim de reforçar a defesa aérea de um aliado. Oito caças F-18C Hornet serão deslocados para a Romênia entre os meses de junho e julho.

Além de reforçar a defesa na região do Mar Negro, a aviação de caça da Finlândia será testada em sua integração com o comando conjunto da OTAN, ao qual estará subordinada. Além disso, o país nórdico também vai se valer da capacidade logística conjunta, contando com o apoio de um jato C-17 Globemaster III operado pelo Strategic Airlift Capability (SAC), uma parceria de doze países.

A Finlândia ingressou na OTAN em 4 de abril de 2023, menos de um ano após formalizar seu pedido de adesão, no contexto da invasão russa à Ucrânia. A força aérea do país já contava com os caças F-18C/D Hornet e, em 2011, havia selecionado o F-35 Lightning II como seu futuro vetor para defesa aérea.

F-18 da Finlândia durante exercício Cobra Warrior 2023 Foto: Royal Air Force

LEIA TAMBÉM:

Eurofighter e F-35 operam a partir de rodovias na Finlândia

Suécia e Finlândia conseguem aprovação para ingressar na OTAN

De olho na OTAN, Suécia e Finlândia já treinam com a Royal Air Force

Finlândia vai adquirir sistema antiaéreo de Israel

F-35 ganha espaço na Itália, Holanda e Finlândia

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho