AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Estudo aponta vantagem econômica do F-35 e do B-21

Foto: U.S. Air Force photo by Capt. Kip Sumner
image_pdfimage_print

Aeronaves avançadas, como o F-35 Lightning II ou o futuro bombardeiro B-21 Raider, podem ter vantagem econômica sobre outros modelos. É o que aponta um estudo do Mitchell Institute for Aerospace Studies, uma organização de pesquisa voltada para apontar opções políticas para as lideranças dos Estados Unidos.

De acordo com o estudo, são inadequadas as avaliações por custo de hora de voo e por custo de aquisição. Para os autores, é preciso mensurar o “custo pelo efeito”, isto é, o custo envolvido para obter um efetivo resultado.

Isso quer dizer que, ao avaliar o quanto custa a operação deu meio aéreo, é preciso precisar o investimento na formação do piloto, das equipes de solo, da linha logística. Porém, além disso, é necessário somar os custos relativos a todos os meios aéreos necessários para cumprir uma determinada missão.

Uma aeronave mais moderna, como um F-35 Lightning II ou um futuro bombardeiro B-21 Raider, conseguem fazer o mesmo trabalho que várias outras aeronaves juntas, incluindo aí reabastecedores, aviões de guerra eletrônica e escoltas.

“Não se deve concentrar indevidamente no que parece oferecer o preço mais barato. Tais avaliações simplesmente perdem o ponto do que impulsiona o custo real”, diz o texto assinado pelo General da reserva David A. Deptula e pelo diretor do instituto Mitchell, Douglas A. Birkey.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros