AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

FAB tem aeronaves capazes de combater incêndios

(Foto de arquivo) Carregamento da água na aeronave C-130 Hércules Foto: Força Aérea Brasileira
image_pdfimage_print

A Força Aérea Brasileira tem aeronaves capazes de atuar diretamente no combate a incêndios florestais. Com o Sistema Modular de Combate ao Incêndio Aeroembarcado, os aviões C-130 Hércules podem levar até 12 mil litros de água em um único voo. Recebida a ordem, o equipamento pode ser instalado em poucas horas. Contudo, até o momento, não há ainda qualquer confirmação de que o Governo Federal fez esse pedido para combater os incêndios na região amazônica.

A missão já foi realizada com sucesso tanto no Brasil quanto no exterior. Em 2017, mais de 500 mil litros de água foram lançados de um C-130 brasileiro na província de Bío-Bío, no Chile. Em 2015, a missão foi na Chapada da Diamantina, na Bahia, envolvendo 252 mil litros de água. Em 2017, mais de 90 mil litros foram despejados na Chapada dos Veadeiros, em Goiás.

Lançamento de água a partir de uma aeronave C-130 Hércules
Foto: Força Aérea Brasileira

O sistema de combate a incêndio, também conhecido pela sigla MAFFS (Modular Airborne Fire Fighting System), é composto por cinco tanques de água. Dois tubos projetam-se pela porta traseira do C-130 e, a uma altitude média de 150 pés (cerca de 46 metros de altura), despejam água sobre as áreas previamente determinadas. Por questões de segurança, as equipes de bombeiros e brigadistas que atuam no solo evacuam a área antes da dispersão da água. Pode ser realizado um lançamento de toda carga, que pode chegar a 12 mil litros de água, ou ainda três lançamentos menores.

Sobre o autor

Redação

Comentário

Clique aqui para comentar

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros