AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Faltam investidores para aviões comerciais supersônicos da Aeroin

image_pdfimage_print

Se em 2014 a empresa norte-americana Aeroin já havia surpreendido com o anúncio do AS2, um jato comercial capaz de voar a Mach 1.6 com até 12 passageiros a bordo, em 2021 impressionou ainda mais com a proposta do AS3, de velocidade Mach 4 e alcance de 12.900 km. Porém, os anúncios espetaculares parecem distantes da realidade: a Aeroin está ameaçada de fechar as portas antes de decolar.

É o que revelou o site Private Jet Card Comparisons. Segundo a reportagem, a Aeroin não conseguiu atrair os investimentos necessários. Por isso, os eventuais clientes têm sido avisados de que a iniciativa pode não passar de um sonho.

LEIA TAMBÉM: Jato comercial voará a Mach 4 sem “boom sônico” – Revista Asas (edrotacultural.com.br)

Em resposta ao site, a Aeroin confirmou a situação difícil. “No atual ambiente financeiro, tem se mostrado um enorme desafio conseguir o capital necessário conforme a agenda para colocar o AS2 na fase de produção”, respondeu a empresa.

A Aeroin, porém, não confirmou que irá encerrar as atividades e informou que está adotando “os passos apropriados”. Os testes iniciais do AS2 estavam previstos para 2024. A própria Boeing havia se tornado uma das investidoras do projeto.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Lançamento! ASAS 117

O Voo do Impossível

Parceiros