AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Suíços não querem caças dos Estados Unidos

Lockheed Martin F-35 Lightning II
image_pdfimage_print

Um milhão 605 mil e 700 eleitores da Suíça decidiram que o país deve adquirir novos caças, uma vitória apertada no referendo promovido neste domingo, uma vez que 1.597.030 outros eleitores votaram NÃO. O placar de 50,2% contra 49,8% aconteceu no contexto de algo que une os eleitores suíços: 96% não querem que seus impostos sejam usados para comprar caças dos Estados Unidos.

É o que revela uma pesquisa do grupo de comunicação local Tamedia. Segundo o levantamento, o gasto de 6,46 bilhões de dólares tem oposição, mas o sentimento contrário ao presidente Donald Trump é comum mesmo entre aqueles que apoiam a compra dos jatos.

Mas não é só. Em entrevista ao jornal The Local, a conselheira Social-Democrata Priska Seiler Graf alertou que os Estados Unidos podem impedir o uso dos jatos em alguns casos. “Sempre existe uma dependência do país de fabricação. Mas os EUA não divulgam seus códigos de software. Já fui repreendida por minhas declarações a esse respeito, mas mantenho: em casos extremos, isso significa que os americanos podem alterar os códigos de software e não podemos mais acessar nossos jatos”, disse ao jornal.

A Patrouille Suisse utiliza caça F-5

LEIA TAMBÉM: Suíça comprova: não dá para adiar caças novos

LEIA TAMBÉM: F-18 com rachadura na Suíça

Por outro lado, o conselheiro Thierry Burkart, do Partido Liberal, defendeu a possibilidade de comprar os caças norte-americanos. “Precisamos da aeronave mais adequada para realizar a tarefa. Além do preço, a autonomia também é um critério. Uma avaliação política pode então ser feita. Quem não quer fazer compras nos EUA por causa de Trump pensa no curto prazo”, argumentou na reportagem.

O projeto prevê a aquisição de aeronaves para substituir os 30 F-18C/D Hornet em serviço a partir do ano de 2025. Estão na disputa o Dassault Rafale, o Eurofighter Typhoon, o Boeing F-18 Super Hornet e o Lockheed F-35A Lightning II. Em 2014, o Gripen E chegou a ser anunciado como vencedor de uma concorrência, mas um referendo realizado na época negou a compra dos caças. Agora, as autoridades suíças afirmam que não têm interesse em um caça ainda em desenvolvimento.

LEIA TAMBÉM: F-35 deve “roubar” Suíça do Gripen

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros