AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Colômbia avalia oferta de 15 Gripen E/F

image_pdfimage_print

A Força Aérea da Colômbia recebeu da empresa sueca Saab a proposta de financiamento de caças Gripen E/F, semelhantes aos 36 adquiridos pelo Brasil. Além de oferecer condições bancárias favoráveis, os suecos também incluem na oferta a capacitação da mão de obra local para a manutenção da frota.

LEIA TAMBÉM: Guerra eletrônica é a aposta para Gripen E conquistar mercado

No caso da Colômbia, a proposta é que a indústria local seja beneficiada por meio dos contratos de offset. Aqui, o mesmo mecanismo de compensação é utilizado, porém envolve também a fabricação de parte das aeronaves encomendadas.

LEIA TAMBÉM: Transferência de tecnologia: compra do Gripen envolve 42 projetos de offset

Há outras opções na mesa. A Airbus Defense and Space oferece 15 aeronaves Eurofighter Typhoon versão Tranche 3, a mais avançada. Seriam 12 aeronaves monoplace e três biplaces.

Ao mesmo tempo, o Governo da Espanha oferece doze unidades usadas de Eurofighter Tranche 1, além de uma modernização para o padrão Tranche 2. A opção, naturalmente, deve trazer um custo final mais baixo.

Há também opções de comprar caças F-16V Block 72 da empresa norte-americana Lockheed Martin, ou adquirir versões mais antigas e usadas desses caças. A Suécia também já divulgou a possibilidade de negociar unidades usadas do Gripen já em uso, da versão C/D.

Atualmente, a defesa aérea da Colômbia está sob a responsabilidade de caças Kfir

LEIA TAMBÉM: Com Gripen E e C no mercado, Suécia manterá os dois modelos em voo

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Lançamento! ASAS 116

O Voo do Impossível

Parceiros