AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Croácia recebe seu primeiro Rafale menos de 2 anos após a compra

A Força Aérea da Croácia se tornou hoje, 2 de outubro de 2023, mais um operador do caça francês Dassault Rafale. O país dos balcãs recebeu o primeiro de 12 jatos encomendados, em um contrato assinado em 25 de novembro de 2021. A cerimônia de entrega foi realizada na base aérea de Mont-de-Marsan, na França, e contou com a presença de delegações dos ministérios da defesa de ambos os países. Desde o ano passado, militares croatas estão na França para treinamento.

“Hoje é um dia de excepcional importância para a República da Croácia, para as Forças Armadas e para a Força Aérea Croata”, disse o Ministro da Defesa, Mario Banožić. “Quero sublinhar que a modernização da Força Aérea Croata irá garantir que ninguém nesta parte da Europa terá uma força aérea mais forte, mais moderna e poderosa”, afirmou.

Os doze Rafale, adquiridos usados da Armée de l’air et de l’espace, vão substituir os já antigos MiG-21. A disponibilidade desses jatos está baixa, com menos de meia dúzia em condições de voo, e tem dificultado a participação do país nas atividades da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), da qual é membro desde 2009.

A compra dos Rafale findou um processo seletivo que envolveu a concorrência de jatos Mirage 2000, Eurofighter, F-16 e Gripen, todos de segunda mão. A primeira opção foi pelos F-16C/D de Israel, porém os EUA vetaram a venda, pois queriam negociar seus próprios F-16C/D Block 70, novos. A venda acabou ficando para a opção do governo francês, em um negócio firmado em 2021, envolvendo 10 aeronaves monoplace e duas biplaces, todas do padrão F3R.

Com a saída dos MiG-21 de serviço, em 2024, restarão apenas os mais de 20 Mi-17 ainda em operação para lembrar da época em que a Croácia era só uma parte da Iugoslávia, e quem nascia ali voava basicamente modelos fornecidos por Moscou. A frota atual já inclui os helicópteros OH-58 armados, UH-60 Blackhawk, Bell 206 e os treinadores suíços Pilatus PC-9.

LEIA TAMBÉM:

Nova versão do Rafale apta para serviço operacional

França compra mais caças Rafale, mas exportações comprometem operacionalidade 

Croácia investe para ter força aérea em padrão OTAN

NOVA EDIÇÃO DA ASAS! PRÉ-VENDA!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho