AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Drones devem ter destaque no Airshow China 2022

Drones hipersônicos WZ-8. Imagem: CCTV

A China quer mostrar ao mundo que sua tecnologia militar está no mesmo nível dos países ocidentais. Para isso, os principais desenvolvimentos militares do país devem fazer parte da mostra do Airshow China 2022, marcado para ocorrer de 8 a 13 de novembro, em Zhuhai.

Três drones devem se destacar: o CH-7, o WZ-8 e o Scorpian D. O primeiro é um modelo de combate, com características stealths, velocidade máxima acima de 900 km/h. Já o WZ-8 é um modelo capaz de voar a até Mach 5 para realizar missões de reconhecimento ou, se for o caso, um drone kamikaze. Por fim, o Scorpion D é um drone quadrimotor criado para transporte de carga, inclusive em zonas hostis. Também é esperada a exposição de sistemas anti-drones.

As aeronaves tripuladas terão seu destaque. São esperados os três principais projetos atualmente em início de operação na China: o caça stealth J-20, o cargueiro Y-20 e o treinador de combate leve JL-10. A programação também inclui uma demonstração do grupo Red Falcon Aerobatic Team.

LEIA TAMBÉM:

China faz primeiro voo de drone cargueiro de grande porte

China vai promover seu cargueiro Y-20 para o mercado global

China deve levar contrato de jato LIFT para os Emirados Árabes

China conquista venda do seu caça multifunção

China deve conquistar primeira exportação de helicópteros de ataque

China supera Rússia em número de aviões de combate, EUA lideram

Porta-aviões da China vai ao mar com força máxima e provoca destróier da US Navy

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho