AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

F-5 ganha nova vida no México

Sem uma aviação de caça operacional, a Fuerza Aérea Mexicana deve contratar empresas para revisar e colocar em condições operacionais seus três F-5 E e um F-5 F. As aeronaves são remanescentes de um lote de doze unidades adquiridas em 1981 e recebidas a partir do ano seguinte.

Focada no combate aos cartéis de drogas, a força aérea do México também sofre com os embargos. A própria aquisição dos F-5 ocorreu após os Estados Unidos vetarem a compra de 24 jatos israelenses IAI Kfir C2, por conta do motor General Eletric J79. O país também desejava ter comprado 36 F-5, mas ficou com um terço do total esperado.

Atualmente, a frota continua com o mesmo nível tecnológico dos anos 70, com exceção da incorporação dos radares AN/APQ-159 V-5 e de GPS. Não há registros de uso dos mísseis AIM-9P Sidewinder, sendo mais comum ver fotos dos F-5 mexicanos com lançadores de foguetes LAU-3A e LAU-68.

LEIA TAMBÉM:

Caças F-5 recebem sistema IRST para treinamento de combate aéreo

Coreia do Sul decide aposentar os F-5 Tiger II e F-4 Phantom II

FAB inicia desativação dos F-5 modernizados

O dia em que um piloto de F-5E desertou e atacou o palácio presidencial

Há 40 anos, piloto de F-5 fugiu para país comunista

F-5 completa 45 anos de serviço no Chile

F-5 são usados em esquadrão “Top Gun” da US Navy

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho