AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

KC-390 treina com caças, drones e artilharia antiaérea

Foto: Alexandre Manfrim / Força Aérea Brasileira

O Rio Grande do Sul é palco até o próximo dia 26 de uma guerra aérea simulada entre dois países fictícios. Mais de 1.200 militares e 50 aeronaves de 24 unidades da FAB participam do treinamento, chamado de Tínia e com sede principal a Base Aérea de Santa Maria. Apesar da presença dos aviões de combate F-5, A-1 AMX e A-29 Super Tucano, além dos drones RQ-450 e RQ-900, o destaque fica por conta da presença do KC-390 Millenium.

Enviada de Anápolis (GO), a aeronave será testada em um ambiente simulado de ações hostis, inclusive com unidades de defesa antiaérea equipadas com os mísseis Igla-S. Esse tipo de operação é fundamental para validar o desenvolvimento de doutrina realizado pelo Esquadrão Zeus, até o momento o única unidade aérea do mundo a voar o KC-390.

LEIA TAMBÉM: FAB treina militares portugueses para operarem o KC-390

LEIA TAMBÉM: Forças especiais treinam salto no KC-390 e C-130

Foto: Bianca Viol / Força Aérea Brasileira

O Diretor do Exercício, Coronel Aly Cesar Charone, explica que a concepção do treinamento possui foco total na atividade operacional. “Esperamos que as simulações empregadas no adestramento consigam atingir seus objetivos: identificar as potencialidades e as necessidades de aperfeiçoamento no processo de preparo das Unidades subordinadas ao COMPREP (Comando de Preparo) nas mais diversas possibilidades de atuação”, acrescenta.

LEIA TAMBÉM: FAB articula para “blindar” orçamento do KC-390 e do Gripen

Os quatro KC-390 atualmente na frota da FAB ainda não podem realizar missões de reabastecimento em voo nem lançamento de carga ou de paraquedistas pela rampa traseira. Porém, suas tripulações já realizam tarefas como lançamento de paraquedistas pelas portas laterais e a adoção de perfis de voos para fugir da artilharia antiaérea.

A edição Nº 120 da Revista Asas traz uma reportagem exclusiva sobre o início da vida operacional do KC-390. Nossa equipe vou até Anápolis e viu de perto a operação dos novos jatos de transporte tático da FAB.