AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Lockheed Martin entregou 123 F-35 em 2020, 18 a menos que o planejado

Foto: Codie Trimble / USAF
image_pdfimage_print

Um F-35A montado em Cameri, na Itália, foi a 123ª e última unidade de caças Lightning II entregues em 2020. No início do ano, a empresa Lockheed Martin planejar entregar 141 aviões para seus clientes, mas por conta da pandemia de Covid-19 a expectativa foi reduzida para algo entre 117 e 123 caças.

O número acabou sendo menor que o registrado em 2019, quando 134 unidades foram entregues. A pandemia complicou a cadeia de insumos necessários para a fabricação dos caças, que envolve mais de 400 fornecedores em 45 estados norte-americanos, além de parceiros internacionais. A Lockheed não divulgou quais clientes terão atrasado no recebimento de unidades, já que o ano encerrou com 18 caças menos que o planejado.

LEIA TAMBÉM: Grécia quer F-35 com urgência

Hoje, nove países já operam caças F-35 a partir de suas próprias bases. Já são mais de 600 caças em serviço, com 350 mil horas de voo acumuladas. O número de pilotos treinados supera 1.200. Além da linha de montagem nos Estados Unidos, também estão ativas fábricas na Itália e no Japão.

LEIA TAMBÉM: F-35B irá operar com porta-aviões de mais um país

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Lançamento! ASAS 116

O Voo do Impossível

Parceiros