AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Novo radar argentino detecta aeronaves invasoras com destino às Malvinas

Novo radar instalado na Terra do Fogo

Cinco aeronaves não classificadas voaram sem autorização sobre o espaço aéreo argentino entre os dias 27 e 30 de julho. Classificado pelo governo local como “de extrema gravidade”, o incidente ocorreu na Terra do Fogo, no extremo sul do país.

De acordo com o Comando Aeroespacial de Merlo, a rota das aeronaves em voo não autorizada sugere uma ida do Chile até o arquipélago das Malvinas, chamadas pelos britânicos de Falklands e sob autoridade de Londres desde o fim do conflito em 1982. De acordo com o governo argentino, as aeronaves não tinham plano de voo nem se comunicaram com as autoridades de controle do espaço aéreo.

Voos entre as Malvinas/Falklands não são proibidos. A companhia aérea Latam tem linhas regulares que, inclusive, cruzam o território argentino. O que o governo do país reclama agora é a detecção de aeronaves que voavam sem pedir autorização.

Em 30 de maio, a Argentina voltou a ter um radar na área, com a instalação de um novo equipamento RPA-170M em Cabo Domingo, próximo à base aeronaval localizada na cidade de Rio Grande. Porém, com a falta de meios aéreos na região, a Fuerza Aérea Argentina não tem como realizar interceptações, limitando-se a encaminhar os fatos ao setor diplomático, que fará pedidos de esclarecimento.

Sobre o autor

Redação

Comentário

Clique aqui para comentar