AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Projeto do KF-21 pode ter sido roubado por engenheiros da Indonésia

Protótipo do KF-21 chegou a participar de eventos aeronáuticos com as bandeiras da Indonésia e da Coreia do Sul

A parceria entre a Coreia do Sul e a Indonésia para o desenvolvimento do caça KF-21 Boramae pode se tornar caso de polícia. A Korea Aerospace Industries (KAI) acusou engenheiros indonésios de roubarem dados do projeto da aeronave.

Um dos engenheiros indonésios foi pego tentando negociar um pen drive com dados do projeto do KF-21. Ele foi flagrado em uma das etapas de segurança presentes em uma instalação da KAI. Agora, os profissionais do país estão proibidos de deixar a Coreia do Sul e estão sob investigação do serviço sul-coreano de inteligência.

O governo da Indonésia disse à imprensa legal que está acompanhando o caso e colabora com as autoridades sul-coreanas. Um porta-voz do ministério das relações exteriores indonésio confirmou as investigações e informou que o cidadão trabalha com a KAI desde 2016.

Foto: KAI

A revelação complica as relações de cooperação militar entre os países. A Indonésia havia se comprometido a financiar 20% do desenvolvimento do KF-21 e adquirir 48 unidades, porém atrasou os pagamentos e avançou na aquisição de outros produtos, como o Rafale, da francesa Dassault, e possivelmente o F-15, da norte-americana Boeing.

LEIA TAMBÉM:

Emirados Árabes embarca no projeto do caça KF-21 Boramae

Flanker, Rafale, Mirage, KF-21, F-16 e F-15: Indonésia investe em diversidade na sua força aérea

Coreia do Sul quer independência para motores dos seus caças

Voa pela primeira vez o KF-21 Boramae, novo caça da Coreia do Sul

Coreia do Sul vai comprar 170 caças KF-21 Boramae

Confirmado terceiro lote de Rafale para a Indonésia

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho