AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Caças da OTAN fizeram mais de 300 interceptações de aeronaves russas em 2023

Foto: OTAN

Faltando dois dias para o término de 2023, as forças aéreas dos países-membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) somaram mais de 300 interceptações de aeronaves russas. A maioria ocorreu sobre o Mar Báltico, no norte da Europa.

De acordo com a OTAN, essas interceptações ocorreram em contextos de aeronaves russas voarem sem plano de voo, sem contato com as autoridades de tráfego aéreo e com seus transponders desligados. Ainda segundo a OTAN, a maioria desses encontros aéreos foi seguro e profissional.

O número de interceptações no Báltico cresceu após 2004, quando foi iniciada a missão de policiamento aéreo realizado em rodízio entre países a partir de bases na Estônia, Lituânia e Letônia. Esse trabalho foi reforçado após o início da invasão russa à Ucrânia, em 2022, inclusive com envio de mais caças para outros países do leste europeu, como a Romênia.

LEIA TAMBÉM:

ANÁLISE: Defesa antiaérea ganha destaque na guerra Rússia-Ucrânia e traz alerta para forças aéreas dos EUA e OTAN

OTAN reforça a defesa aérea no Báltico

OTAN realiza seu maior treinamento de guerra aérea desde a Guerra Fria

OTAN, Suíça e Suécia preparam exercício com 150 aeronaves no Ártico

OTAN inicia operações para monitorar espaço aéreo sobre a Ucrânia

Pentágono libera imagens da colisão de caça russo com drone dos EUA

NOVA EDIÇÃO DA ASAS! PRÉ-VENDA!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho