AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

França quer investir 25 bilhões de dólares na compra de novos equipamentos

Os Mirage 2000 D tem capacidade de defesa ar-ar, mas são focados em missões de ataque. Foto: Dave S

O Ministério da Defesa da França propôs ao Congresso do país um orçamento de 43,9 bilhões de Euros para 2023. Desde total, 25,6 bilhões seriam só para aquisição e modernização de equipamentos.

A lista de compra inclui 13 caças Rafale, três reabastecedores Airbus A330 MRTT Phénix, dois A400 M Atlas, cinco helicópteros NH90, cinco helicópteros de ataque Tiger, nove drones táticos, sistemas anti-drones, um submarino de ataque a propulsão nuclear, um navio de patrilha e o o updrage de 13 caças Mirage 2000 D. O pacote inclui ainda 264 veículos blindados.

A folha de pagamento de 2023 deve custar cerca de 12,6 bilhões, a metade do destinado aos investimentos. E pelo menos 1.500 novos postos de trabalho devem ser criados somente para as áreas de inteligência e segurança cibernética.

A França tem ampliado seu investimento militar e pretende chegar a 2% do PIB de gasto anual até 2030.

LEIA TAMBÉM:

França testa o Mirage 2000 D RMV

França treina capacidade de projeção global

Mirage 2000 modernizado utiliza sistema Windows

França compra mais caças Rafale, mas exportações comprometem operacionalidade 

França aposenta o Mirage 2000 C

França vai gastar 10 bilhões de Euros em helicópteros da Airbus

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho