AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Argentina reforça defesa do espaço aéreo na fronteira sul

IA-63 Pampa da Fuerza Aérea Argentina. Foto: Ministério da Defesa da Argentina

Em um ato mais simbólico que efetivo, a Força Aérea Argentina deslocou dois jatos de treinamento IA-63 Pampa para a Base Aérea de Río Gallegos, no sul do país. O objetivo seria reforçar a proteção do espaço aéreo naquela área, próxima ao Chile.

Em 30 de maio, a Argentina voltou a ter um radar na área, com a instalação de um novo equipamento RPA-170M em Cabo Domingo, próximo à base aeronaval localizada na cidade de Rio Grande. O resultado foi a detecção de movimentos aéreos não esperados.

Bases de Río Grande e Río Gallegos tiveram importância estratégica na Guerra das Malvinas

Somente entre 27 e 30 julho, cinco aeronaves não classificadas voaram sem autorização sobre o espaço aéreo argentino. Classificado pelo governo local como “de extrema gravidade”, o incidente ocorreu na Terra do Fogo, no extremo sul do país.

De acordo com o Comando Aeroespacial de Merlo, a rota das aeronaves em voo não autorizada sugere uma ida do Chile até o arquipélago das Malvinas, chamadas pelos britânicos de Falklands e sob autoridade de Londres desde o fim do conflito em 1982. De acordo com o governo argentino, as aeronaves não tinham plano de voo nem se comunicaram com as autoridades de controle do espaço aéreo.

Novo radar instalado na Terra do Fogo

Voos entre as Malvinas/Falklands não são proibidos. A companhia aérea Latam tem linhas regulares que, inclusive, cruzam o território argentino. O que o governo do país reclama agora é a detecção de aeronaves que voavam sem pedir autorização.

Faltam, no entanto, meios aéreos adequados para interceptações. Hoje a Argentina não possui mais aeronaves de caça supersônicas, restando os subsônicos A-4 AR e IA-63.

LEIA TAMBÉM:

Argentina avalia nova versão do caça JF-17 Thunder

Em dez anos, Argentina terá forças armadas renovadas, promete Ministro

Força Aérea Argentina recebe primeiro Tucano modernizado

Caças cogitados por Argentina e Colômbia foram rejeitados pela Turquia

China e Argentina estreitam laços na área de defesa

F-16, Kfir, F-1, Mirage 2000, JF-17…. Os caças que a Argentina NÃO comprou

Argentina é foco de propaganda do novo jato militar russo

Imprensa argentina fala em exportação do IA-63 Pampa

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho