AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Índia anuncia aposentadoria dos MiG-21 após 60 anos

Foto: IAF

Após 60 anos de operações, a Índia planeja encerrar a operação com caças MiG-21 Bison. O anúncio foi feito pelo comandante da Bharatiya Vayu Sena, nome oficial da força aérea do país, em uma conferência em 3 de outubro.

O plano é que os MiG-21 participem neste ano das comemorações do aniversário da Bharatiya Vayu Sena, em 8 de outubro, como um ato de despedida pública. A partir daí, vão avançar os processos de desativação.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Atualmente, a Índia ainda utiliza os MiG-21 em três esquadrões. Entre 30 e 50 aeronaves ainda estariam em serviço, todas no padrão batizado de Bison, após um processo de modernização iniciado nos anos 90 que incluiu revitalização estrutural e instalação de radar multimissão. Ainda assim, já são aeronaves com idade avançada: a mais recente saiu da linha de montagem em 1985.

Ao longo de 60 anos, a Bharatiya Vayu Sena recebeu um total de 874 caças MiG-21, dos quais 657 foram produzidos localmente pela Hindustan Aeronautics Limited. Apesar do sucesso em conflitos contra Bangladesh e Paquistão, mais notadamente em 1971 e 1999, a frota ficou mais conhecida por conta dos acidentes: foram cerca de 490 aeronaves perdidas.

Agora, o foco da Índia é ampliar o uso do caça Tejas, de fabricação local. O país já conta com dois esquadrões do modelo e cerca de 40 caças já foram recebidos, havendo a expectativa para a entrega de mais 80, com destaque para a versão Mark 1A.

O país também conta com 36 Dassault Rafale, 260 Sukhoi Su-30MKI, 60 MiG-29, 40 Mirage 2000 e é o último operador global do Sepecat Jaguar, com cerca de 40 unidades em serviço.

LEIA TAMBÉM:

Romênia aposenta seus MiG-21 após 60 anos de operação

JF-17 abateu um MiG-21 e um Su-30 em 50 segundos?!

Paquistão derrubou pelo menos um MiG-21 indiano, Índia diz ter abatido um F-16

Morre Georgy Mosolov, piloto de testes do MiG-21

Caça indiano Tejas é avaliado por autoridades argentinas

Índia vai cancelar importações e focar na própria indústria de defesa

Índia recorre a motor norte-americano para seus caças Tejas

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho