AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Novo porta-aviões chinês pode ser maior que o estimado

Nova imagem do porta-aviões Fujian

Novas imagens divulgadas do Fujian, o mais recente porta-aviões desenvolvido e produzido na China, sugerem que seu porte é ainda maior que o estimado. Antes, analistas ocidentais apontavam para um deslocamento máximo de até 90 mil toneladas. Agora, amplia-se o consenso de um número de 100 mil toneladas, o que o classifica indiscutivelmente como um “super porta-aviões”, equivalente aos rivais norte-americanos.

Além do tamanho, as novas imagens divulgadas pela TV estatal chinesa deram destaque às três catapultas eletromagnéticas, uma tecnologia também semelhante ao utilizado nos mais novos porta-aviões da US Navy. Antes, havia a expectativa de serem apenas duas. Com essas catapultas, o Fujian poderá operar com o avião-radar KJ-600, comparável ao E-2 Hawkeye, e o futuro jato stealth J-31 Gyrfalcon, da mesma categoria do norte-americano F-35, além do J-15, versão navalizada do Flanker, com peso máximo de decolagem pleno.

Caças J-15 a bordo do porta-aviões Shandong

A construção do porta-aviões teria sido iniciada em 2015 e faz parte dos planos de expansão da marinha chinesa, sendo maior e mais pesado que os atuais Type 001 Liaoning e Type 002 Shandong. As novas imagens revelam o porta-aviões já na fase de transferência para a doca seca, onde haverá a incorporação de equipamentos.

LEIA TAMBÉM:

Aviação naval chinesa no centro da disputa entre jornais da China e do Reino Unido

Impressora 3D produz peças para novo caça chinês

Voa pela primeira vez caça stealth chinês capaz de operar em porta-aviões

Novo porta-aviões chinês poderá levar 40 caças stealth

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho