AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Caças F-16 e Flanker da Venezuela participam de exercício na fronteira com a Guiana

F-16 da Venezuela durante exercício Cruzex, no Brasil, em 2008. Foto: Chris Lofting

Doze caças Sukhoi Su-30Mk2, cinco Lockheed Martin F-16A e cinco Hongdu K-8W Karakorum da Aviación Militar Bolivariana, nome da força aérea da Venezuela, foram acionados para o exercício realizado desde 28 de dezembro na área de fronteira do país com a Guiana. A mobilização somou 5.680 militares, incluindo embarcações e forças especiais, pára-quedistas e de defesa antiaérea.

A demonstração de força da Venezuela ocorreu após o anúncio do envio para área do HMS Trent, um patrulheiro oceânico da Royal Navy. Isso ocorre no contexto em que a Venezuela alega soberania sobre maior parte do território da Guiana, contrariando o entendimento da maior parte da comunidade internacional.

A participação dos Flanker e F-16 no exercício demonstra a efetiva operacionalidade dessas aeronaves. Atualmente, haveria 15 F-16A/B e 21 Flanker em condições de voo, além 23 K-8, aeronaves de treinamento avançado e ataque leve.

Sukhoi Su-30Mk2 da Aviación Militar Bolivariana Foto: André Austin Du-Pont Rocha

LEIA TAMBÉM:

Venezuela pinta caça Su-30 com mapa ressaltando pretensão expansionista

Brasil reforça presença militar na fronteira com Venezuela e Guiana

Venezuela recebe apoio para manutenção dos caças Flanker

FAB treina em pistas críticas na fronteira com Venezuela e Guiana

VÍDEO: Flanker da Venezuela teria afundado navio de grande porte em treinamento

França, Venezuela e Bolívia: as possíveis guerras do Brasil até 2040

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho