AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Doze caças em 6 meses: velocidade de entrega do FA-50 impressiona 

FA-50 da Polônia com pintura do falso canopy Foto: KAI

A Polônia conseguiu ativar um esquadrão de caças FA-50 em 18 meses após a aquisição. Isso porque, após acertar a compra das aeronaves da Korea Aerospace Industries (KAI) em julho de 2022, o país recebeu as duas primeiras unidades em 9 de julho de 2022 e, no fim de dezembro, já contava com doze em serviço.

O motivo de pressa é substituir os jatos MiG-29 e Su-22, de origem soviética, que serão desativados. Para isso, os doze primeiros FA-50 são de uma versão designada FA-50FG, de gap filler. São basicamente treinadores avançados TA-50 Golden Eagle Block II que já voavam na Coreia do Sul, porém receberam tanques internos maiores, um radar warning system e aviônicos aprimorados.

Caça FA-50GP da Polônia

Outros 36 FA-50 serão entregues entre 2025 e 2028. Neste caso, designados FA-50PL, contarão com radares do tipo AESA, pods Sniper e possibilidade de levar bombas JDAM e mísseis AIM-9 Sidewinder, AGM-65 Maverick e AIM-120 AMRAAM. Até lá, os FA-50GF servirão para o início da vida operacional do jato na Polônia.

A Coreia do Sul trata a venda para a Polônia, país-membro da OTAN, como estratégica por permitir o ingresso no mercado Ocidental. Além do FA-50, a KAI promove a versão de treinamento, o TA-50, e o futuro caça KF-21 Boramae.

LEIA TAMBÉM:

F-22 Raptor “abatido” por FA-50 durante treinamento

FA-50 é oferecido como caça ideal para complementar F-16 e F-35

FA-50 conquista mais um cliente

Reino Unido proíbe Argentina de comprar caças FA-50 da Coreia

Novos caças da Polônia trazem pintura com técnica para enganar oponentes no combate visual

Coreia do Sul desenvolve caça não tripulado

KF-21 demonstra capacidade de lançar míssil IRIS-T

Voa primeiro KF-21 biplace

Voa pela primeira vez o KF-21 Boramae, novo caça da Coreia do Sul

Coreia do Sul vai comprar 170 caças KF-21 Boramae

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho