AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Polônia faz megacompra de helicópteros AH-64 Apache

AH-64 E do US Army. Foto: Jesse Paulsboe

Sob constante pressão política e militar da Rússia, o governo da Polônia anunciou que deverá ter um dos maiores exércitos da Europa e terá como um dos principais componentes os helicópteros de ataque AH-64 Apache. O primeiro ministro Mariusz Błaszczak anunciou a compra de 96 unidades.

Devem ser aeronaves da versão AH-64 E, chamado de AH-64 Guardian. Entre as principais novidades estão a possibilidade de controlar drones, um radar AESA, nova suíte de comunicação, datalink, tanques de combustível extras e novos motores T700-GE-701D, mais potentes.

A frota será suficiente para substituir os já antigos 30 Mi-24 ainda em uso no país e expandir a capacidade de defesa terrestre, sobretudo contra blindados. O AH-64 E, produzido pela Boeing, concorreu contra o AH-1 Z Viper, também fabricado nos EUA. O contrato deverá incluir a participação da indústria polonesa.

A Polônia já tem assinada a compra de 32 caças F-35, 48 jatos de ataque FA-50, 180 carros de combate K2 e 250 blindados M1A2 Abrams. O país já conta com 48 caças F-16 C/D e tenta substituir seus 20 MiG-29 remanescentes.

LEIA TAMBÉM:

Polônia aproveita pedido da Ucrânia para se reequipar

Assinado: Polônia leva 32 F-35 por US$ 4,6 bi

Mesmo com F-16, Polônia volta a voar MiG-29

Mais AH-64 Apache para o Oriente Médio

2.500º AH-64 Apache é entregue pela Boeing

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho