AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Su-34 agora conta com míssil hipersônico no seu arsenal

O caça-bombardeiro Su-34 Fullback se tornou mais um vetor da Rússia a empregar mísseis hipersônicos Kh-47 Kinzhal. A estreia aconteceu já no conflito realizado na Ucrânia, contra alvos reais.

Até o momento, o único vetor aéreo a operar o Kinzhal era o MiG-31. De acordo com o Flight Global, até o início de 2022, a Rússia contava com 129 MiG-31 e 127 Su-34, além de 17 encomendados. Também haveria planos para incluir o míssil no leque de armamentos dos 59 bombardeiros Tu-22M Backfire.

Durante o conflito na Ucrânia, a Rússia tem tido sucesso com o míssil Kinzhal, uma arma ainda sem qualquer semelhante nas forças armadas ocidentais. Além de ser praticamente impossível interceptá-la atualmente contra alvos em terra, a arma representa um poder dissuasório contra os porta-aviões dos Estados Unidos, Reino Unido, Itália, Espanha e França.

Sukhoi Su-34 Foto: Dmitry Terekhov

LEIA TAMBÉM:

MiG-31 se torna aeronave mais temida pela Ucrânia, com ataques sem possibilidade de defesa

Rússia leva caças com mísseis hipersônicos para área de tensão

Rússia forma primeiro regimento de caças armados com mísseis hipersônicos

B-52 lança míssil hipersônico com sucesso (após 3 fracassos)

Motor hipersônico da FAB tem sucesso em primeiro teste de voo

Novo MiG poderá destruir mísseis hipersônicos e alvos no espaço

Radar capaz de detectar alvos hipersônicos entra no mercado

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho