AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Novo jato AEW da Embraer terá oportunidade no Peru

P600 AEW, uma proposta da Embraer, IAI e Elta

Em meio a um discurso de três horas para ao parlamento, a presidente do Peru, Dina Boluarte, anunciou a intenção do país em adquirir pelo menos um avião-radar e fortalecer sua rede de radares terrestres de vigilância. O foco é atuar no combate a crimes transnacionais, como o narcotráfico e o contrabando.

O Brasil é referência nessa área na América do Sul. Em 2002, começaram a entrega de cinco E-99, versão do Embraer 145 com o radar PS-890 Erieye, além de sistemas de comunicação avançados. Ainda que sejam utilizados em treinamentos de guerra aérea, como os exercícios operacionais Cruzex, a frota de E-99 é costumeiramente empregada para identificar aviões em voos irregulares a baixa altura.

Global Eye

A experiência brasileira, conhecida pelos peruanos, deve inspirar o país, porém o jato da Embraer não é a única opção. A própria Saab vende seu sistema Airborne Early Warning (AEW) tendo como base o turboélice Saab 340 ou, em uma opção mais cara, o GlobalEye, que tem como base o jato executivo Bombardier Global 6000.

P600 Praetor AEW

A Israel Aerospace Industries (IAI) conta com confiança das forças armadas do Peru, tendo modernizado dois Fokker 50 para missões de inteligência e reconhecimento. Agora, um dos principais produtos oferecidos pela IAI é uma versão modificada do jato executivo Gulfstream G-550, designada CAEW, de Conformal Airborne Early Warning & Control. Possivelmente mais acessível, com suporte comercial facilitado e, dessa forma, possivelmente favorito para equipar a força aérea do Peru, está o novo P600 AEW&C, proposta da IAI que tem como plataforma o jato Praetor 600, da Embraer.

E-3D do Chile. Foto: FACH

Por fim, e menos provável, está o E-7 Wedgetail, baseado no Boeing 737 NG, já em uso na Austrália, Coreia do Sul, Turquia e Reino Unido, e contando agora com encomendas dos EUA, sendo o provável substituto do E-3 Sentry. Este último modelo, aliás, está em uso no Chile, que adquiriu aeronaves usadas do Reino Unido e é um rival histórico do Peru.

LEIA TAMBÉM:

Nem russo nem brasileiro: Índia quer A320 para AEW&C

China confirma ter novo avião AEW

Novo AEW da Embraer

Saab oferece Gripen e AEW ao Peru

Paquistão supera Índia em AEW&C

C295 para AEW e patrulha marítima

Chile recebe E-3 D AWACS (dado de graça pelo Reino Unido)

737 será futuro jato AWACS da USAF

Novo AWACS russo terá radar com mais de 650 km de alcance

OTAN vai investir US$ 1 bi na modernização de AWACS

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho