AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

A-10 da USAF podem ser transferidos para a Ucrânia

Foto: Matthew Bruch

O comandante da United States Air Force (USAF), General Charles Q. Brown, deixou no ar a possibilidade de haver a transferência de aeronaves de combate para a Ucrânia. Durante um fórum de segurança, o militar disse que o país atacado pela Rússia terá que trocar seus equipamentos de origem soviética por algo “não russo”.

Ao ser questionado sobre a transferência dos A-10 Warthog, o General Charlie Q. Brown não confirmou, mas também não rejeitou a ideia. O mesmo ocorreu com Frank Kendall, secretário da USAF, ocupante do cargo civil superior daquela força.

No orçamento de 2023, a USAF prevê a retirada de serviço de 21 A-10. O modelo foi desenvolvido ainda na Guerra Fria precisamente para destruir alvos soviéticos, com foco especial nos blindados. Apesar de não representar o que os Ucranianos pedem, já tendo sugerido até receber caças F-16 e F-15 ou mesmo F-35, a eventual transferência seria um passo a mais no apoio norte-americano na guerra travado em território ucraniano.

LEIA TAMBÉM:

Sistemas antiaéreos da Rússia começam a ser usados contra alvos no solo ucraniano

Bulgária repassou 14 jatos de ataque para a Ucrânia

Helicópteros evacuados do Afeganistão vão equipar forças armadas da Ucrânia

Deputados dos EUA querem que USAF treine pilotos da Ucrânia

EUA querem vender drones armados para a Ucrânia

Ucrânia tem nova chance de receber novos MiG-29

Drones turcos se tornam símbolo da resistência na Ucrânia, diz CNN

Rússia alega já ter destruído 693 aeronaves ucranianas

Ucrânia faz “vaquinha” online para comprar caças

Ucrânia pede caças F-15, F-16 e F-35, e diz poder treinar pilotos em 2 semanas

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho