AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

EUA temem derrotas do F-16 na Ucrânia

estroços do F-16 abatido em 19 de janeiro de 1991, no Iraque. O canopi foi encontrado na invasão de 2003. Os EUA temem aumentar o número de perdas do caça. Foto: US Army

Os Estados Unidos temem eventuais derrotas do F-16 na Ucrânia e por isso adiam as tentativas de transferências desses caças para o enfrentamento contra forças russas. O problema é que um grande número de jatos pode vir a ser destruído, levando tanto a possíveis descobertas de táticas eficientes para a destruição do modelo quanto a captura de tecnologia, além de uma possível derrocada da reputação do F-16.

O ponto de vista foi apresentado pela Military Watch Magazine, e replicado em meios de comunicação da Rússia. A análise reforça que o F-16 ainda deve permanecer em serviço por décadas nos Estados Unidos, enquanto países europeus que têm se mostrado favoráveis a transferência deles para a Ucrânia nunca usaram ou já estão em fase de desativação, como é o caso de Reino Unido, França, Países Baixos e Noruega.

Caças F-16 da United States Air Force. Foto: Alexandre Montes – USAF

Desenvolvido nos anos 70 e com diversas versões mais modernas, o F-16 tem ainda desempenho positivo no mercado, porém pode ser um alvo fácil para os mais modernos jatos russos, como Su-35 e Su-57. A possibilidade de destruição em solo ou por fogo antiaéreo também é relevante. Um ponto de vista semelhante impediu a transferência dos jatos de ataque A-10.

Na reunião do G7 realizada no Japão, os Estados Unidos aprovaram o treinamento de pilotos ucranianos no  F-16, mas ainda não formalizaram a autorização para a transferência dos caças. Até o momento, a Ucrânia recebeu apenas modelos de origem soviética, como os MiG-29 e Su-25 operados por países aliados.

LEIA TAMBÉM:

Ucrânia pede caças F-15, F-16 e F-35, e diz poder treinar pilotos em 2 semanas

F-16 movimenta mercado com vendas para Oriente Médio e leste europeu

Voa nova versão do F-16

USAF vai modernizar 600 caças F-16

Pentágono quer mais F-35 e F-15EX, menos F-16, KC-135 e A-10

Já tem país dizendo adeus ao F-16

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho